Hyper-V Server 2012 R2 ou Windows Server 2012 R2 com Hyper-V ?
Qual deles é melhor para seu ambiente

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando estamos implantando o Hyper-V em nosso ambiente, nos deparamos com a seguinte questão do título, devo instalar o Hyper-V Server como host ou devo instalar o Windows Server e habilitar a função de Hyper-V?

Podemos partir da questão inicial relacionado a licenciamento.

O licenciamento será parecido para ambos, uma vez que o Hyper-V Server é free, diferente do Windows Server que terá que optar pela compra de uma das versões, onde as mais comercializadas no mercado são as versões Standard e Datacenter.

Mas qual a diferença então?

No quesito, Hyper-V Server ou Windows Server para máquinas virtuais Windows Server, a forma de licenciamento seria a mesma, uma vez que a licença Standard lhe dará o direito de 2 máquinas virtuais por licença, enquanto a versão Datacenter lhe dará quantas máquinas virtuais seu host puder suportar.

A diferença no caso seria no quesito do Sistema Operacional do seu ambiente de máquinas virtuais. Caso opte por um ambiente de Sistemas Operacionais Linux como exemplo, poderá optar pelo Hyper-V Server, onde será totalmente livre de licenciamento.

Outra questão que temos que nos atentar seria funcionalidades além do Hyper-V.

Caso opte pelo Hyper-V Server, você não terá as funcionalidades conhecidas do Windows Server além das funcionalidades voltadas ao Hyper-V.

Por fim, podemos destacar a forma de administração e acesso do Sistema Operacional.

Caso opte pelo Hyper-V Server, sua gerência será via Shell, utilizando do Sconfig, ferramenta para auxílio na gerência, o prompt, já conhecido dos administradores e o Powershell.

Se você não tem muita afinidade com estas ferramentas, poderá gerenciar remotamente de outro servidor Windows Server 2012 R2 via GUI com a console de gerenciamento.

Mas se não é a opção, poderá instalar o Windows Server 2012 R2 com a função de Hyper-V e dali mesmo gerenciar. Seria a melhor forma até que se ganhe maturidade para gerência via Shell, o que não lhe dará a tranquilidade de gerência, uma vez que em dado momento precisamos de efetuar algo via Powershell ou prompt.

Então o que ganhamos com a versão do Hyper-V Server?

Ganhamos e menor utilização de recursos do Host, uma vez que não teremos o modo GUI (gráfico) e com isso, menos recursos necessários para o seu Host gerenciar e emular.

Caso recursos não seja o problema, não terá diferenças em escolher um ou outro.

O que vejo é que se o interesse é criação de novas máquinas virtuais, provavelmente você optará pelo Windows Server 2012 R2, mas caso já tenha um ambiente com máquinas virtuais e queira somente licenciar estas máquinas virtuais, provavelmente optará pelo Hyper-V Server 2012 R2.

Espero que faça a melhor escolha e possa ter um ambiente estável e bem projeto, lembre-se sempre de se atentar a todos detalhes necessários para que não tenha maiores problemas no futuro.

Fique atento, pois a Microsoft está chegando com as versões de ambos 2016 e creio que lhe ajudará cada vez mais a optar pelo melhor Sistema Operacional em seu ambiente.

Abaixo deixo o link para download do Hyper-V Server 2012 R2 caso tenha interesse em aprender mais.

Fiquem com Deus e até a próxima!

Hyper-V Server 2012 R2:

https://www.microsoft.com/pt-br/evalcenter/evaluate-hyper-v-server-2012-r2

[quickshare]

8 Comentários


  1. Grande Osanam, ficou muito legal o texto, parabéns.

    A principio de acordo com o pessoal de licenciamento da Microsoft eu posso instalar com a licença Standard um host WS2012R2 + 2 servers virtuais ainda na mesma licença, pelo texto entendi que não, é isto?

    Me ajuda a entender outro detalhe interessante com um AD neste contexto, onde se eu instalar o host com Server R2 com Hyper-V em uma das maquinas virtuais eu instale um AD eu poderia adicionar este host no AD??? 🙂

    Responder

    1. Primeiramente obrigado Alexandre, que ótimo que curtiu.

      Sobre Licenciamento, você tendo uma licença Windows Server Standard 2012 R2 (Hoje a licença é por processador do host), você terá sim direito a 2 VM´s, diferente da versão Datacenter, onde terá direito a quantas vm´s Windows Server 2012 R2 necessitar todas licenciadas.

      Nada impede de adicionar o host no AD na teoria, mas pense comigo, preciso colocar o host no domínio com um único AD que está justamente como VM neste Host, quando eu for colocar no domínio, ele vai dar o boot e após retornar, terá que autenticar, onde ele irá autenticar? Não seria uma melhor prática este tipo de adição. Sugestão minha seria nem mesmo fazer isso, e sim manter seu host para o Hyper-V, ou então ter outro AD na sua estrutura e se quiser, colocar o host no domínio. Tenho clientes que estão assim e funciona sim, mas com outro AD na estrutura além do virtual. Estou falando de grandes estruturas funcionando bem. Abraços meu amigo.

      Responder

  2. Amigo, excelente ‘matou’ quase todas minhas dúvidas. Porém no caso eu tenho uma servidor (licença) Windows Server STD 2012 R2. Habilitando a função do Hyper-V no meu Windows Server e criando as duas VM’s (que preciso) por lá, utilizo a mesma .iso e licença do meu Windows Server?

    Responder

    1. Olá Marcos, Você utilizará a mesma licença, iso tanto faz porque pode baixar a iso e licenciar ela com a licença que tem. Mas se habilitar mais de duas com a mesma licença, ou seja, uma terceira VM, terá que licenciar a mesma com uma nova compra. Se não o fizer e cair na auditoria da Microsoft por algum motivo como exemplo uma denuncia de software pirata, terá que se explicar e comprar nova licença para deixar a terceira VM licenciada.

      Abraços.

      Responder

  3. Olá tenho uma dúvida quanto ao dia-a-dia do uso do Windows Server como hipervisor. Como nós sabemos, de tempos em tempos lidamos com atualizações do Windows Server em que é necessária a reinicialização do servidor. Já com o ESXI (creio que com o Hyper-V seja a mesma coisa) isso só ocorre quando surge uma nova versão. Como ficam as atualizações que exijam o reinicio do servidor? Teremos que ficar reiniciando o servidor e parando as vms sempre que isso ocorra?

    Responder

    1. Bom dia Anderson,

      Primeiramente quero agradecer por me seguir e também pela pergunta. Espero que meu conteúdo ajude a fazer a diferença em seu dia a dia como profissional.

      Vamos lá, no caso do Hypervisor, a forma é a mesma do ESXI, quando há uma nova versão, você tem opção de migrar para a mesma, caso tenha interesse de migrar a nova versão, você terá que preparar uma janela para que possa desligar as VMs e assim efetuar a atualização | Migração.

      Quando há o interesse de alterar a versão, como é o caso de 2012 R2 para 2016, o interessante é se certificar de ter backup ou efetuar o backup das VMs caso tenha um ambiente standalone, e efetuar a migração. No caso de Cluster, migre os nós sem necessidade de desligar, coloque o nó a ser atualizado em manutenção, atualize para o Hyper-V 2016 e logo depois volte com o nó para ativo, pois se tem um cluster de Hyper-V 2012 R2 ou Windows Server 2012 R2, não há a necessidade de desfazer todo o ambiente de cluster e criar novamente. Desta forma fará de acordo com as melhores práticas indicadas pela Microsoft.

      No mais espero que tenha sucesso sempre em sua caminhada profissional, e sempre que precisar conte comigo!

      Um grande abraço, fique com Deus e Sucesso Sempre amigo!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *